Séxulo XXI: O preconceito disfarçado ao homossexualismo




Alguns dias atrás me fiz a seguinte pergunta:

Com a evolução ocorrida nos últimos anos (quanto à aceitação da comunidade LGBT), ainda existe muito preconceito presente na sociedade?




Apenas uma semana depois constatei que sim . Apesar do Preconceito aparentar "está cada vez menor", a realidade da sociedade quanto à comunidade LGBT ainda é repleta de estereótipos, que quase nunca são a representação da verdade. 
Apesar da disseminação na mídia de pesquisas que apontam para uma sociedade cada vez menos preconceituosa com as minorias, no cotidiano, percebemos nas pequenas palavras, uma grande carga de preconceito.
Durante uma discussão em ambiente acadêmico do curso de comunicação social com habilitação em jornalismo (Onde deviam haver mentes abertas, sem preconceitos e desenvolvidas) percebi perguntas e questionamentos certamente retrógrados, com opiniões  e comentários baseados em elementos negativos presentes na comunidade gay como a AIDS, PROSTITUIÇÃO e o que mais me chocou: A inexistência do amor nos relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo. 
Quando uma discussão sobre o casamento ocorreu, boa parte da sala não manifestou opinião e pequena parte que manifestou opinião, foi contra, o motivo? O casamento entre duas pessoas do mesmo sexo poderia gerar adoções de crianças por esses casais, e quando o casal se separasse a criança seria disputada. Além da evidente separação (de acordo com a infeliz aluna) só por serem gays, questionei o fato dos casais heterossexuais também se separarem (mesmo existindo gravidez prematura, casamentos temporais amor) e todos ficaram sem resposta. 
Em pleno século XXI, ainda existem homofóbicos sim, mas também existem os simpatizantes falsos que machucam não fisicamente, mas com pequenas palavras recheadas de discriminação e preconceito. Por isso, precisamos nos proteger contra esse novo obstaculo que apesar de parecer simpático e legal, pode surpreender nessa nossa caminhada diária contra o preconceito. 

Comentários

  1. Verdade. Outras vezes o preconceito é explícito mesmo. Recentemente mudei de emprego e estou bastante preocupado por que grande parte das pessoas que trabalham comigo manifestam preconceito à homossexualidade.

    ResponderExcluir
  2. O preconceito NUNCA vai acabar quando essa estupidez chamada LGBT existir, não me refiro a luta, mas a propria sigla, é um absurdo misturar homossexuais, e transgenero no mesmo pacote e afirmar uma igualdade que não existe. O movimeto gay na verdade é um movimento transgenero, a maioria de seus integrantes é trans e afeminado e lesbica, ou seja é um movimento FEMININO, e onde a homossexualidade é posta em segundo plano, não sendo ela discutida e espuriamente misturada como o transgenerismo, isso só aumenta a desinformaçao.

    Por serem afeminados e trans os militantes LGBT, estão sob um véu de proteção, ja que eles são a cultura mainstream do que chamamos espuriamente de cultura gay, se eles encarassem a verdade teriam que desser do salto, e se olhar no espelho, e ai veriam o quanto eles não são o que eles imaginam ser!!!!

    ResponderExcluir
  3. Passei por aqui e levei essa mega postagem para meu Blog, com devidos créditos, abraços

    Deia Fargnoli

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Gay passivo: Como fazer a xuca?

Gay: Como fazer um sexo oral perfeito ?

PRIMEIRA VEZ GAY: Como se preparar?